Roteiros e viagens

Férias 2018: leve as crianças pra ver os bichos do Brasil!

13 de dezembro de 2017

Criança gosta de bicho. E de natureza. E quando vê bicho na natureza, então, é uma festa só. Pra ficar melhor ainda, só se você juntar tudo isso com uma viagem! Sugestão para as próximas férias: que tal trocar aquele clássico passeio no zoológico por um programa original? Que tal pegar a estrada pra conhecer projetos inspiradores de turismo sustentável em Santa Catarina, no Rio de Janeiro, no Mato Grosso do Sul? Tem onça, arara, mico, jacaré…

 

11986926_1188581124501596_8457192671508344962_n_600x500

Na natureza selvagem

A observação da fauna é o ponto alto da programação do Refúgio Ecológico Caiman, no Pantanal. Safáris fotográficos levam os hóspedes de suas charmosas pousadas, diariamente, para observar tuiuiús, garças, araras, jacarés, capivaras, veados, porcos-do-mato, tamanduás… E onças pintadas! O apoio ao projeto de conservação Onçafari, que usa o turismo como ferramenta de preservação, faz do Refúgio um dos melhores destinos pantaneiros para quem chegar mais perto desses bichões.

Como visitar: o refúgio Ecológico fica em Miranda, Mato Grosso do Sul, a cerca de 250 quilômetros da capital Campo Grande.  Reservas pelo site caiman.com.br.

Para esticar as férias: aproveite o desembarque em Campo Grande para conhecer também o Projeto Arara Azul, que tem sede na capital (leia mais abaixo).

 

Araras-no-ninho-Manduvi.-Foto-M.-e-M.-Stafford-(4)_600x500

Arara de cidade grande

O movimento e o barulho constante da cidade não assustam as araras-canindé, que sobrevoam tranquilamente os prédios de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. É pra conhecê-las de pertinho e observar seus ninhos – em cima de árvores ou até nos quintais das casas – que os biólogos do Projeto Arara-Azul conduzem os visitantes, um dos programas mais bacanas para se fazer na capital. O turismo de observação é uma das formas que o projeto encontra pra levantar recursos e continuar promovendo a conservação da arara-azul e de outras espécies de aves em seu habitat (o valor integral do roteiro é destinado ao trabalho da instituição).

Como visitar: é preciso agendar o passeio com antecedência através do site institutoararaazul.org.br ou pelo telefone (67) 3222-1205.

Para esticar as férias: aproveite a proximidade pra dar um pulinho no Pantanal! A cidade de Miranda, a apenas 220 quilômetros da capital, é a porta de entrada e o principal polo turístico do Pantanal Sul – seus hotéis-fazenda oferecem atividades como passeios de barco, a cavalo e safáris fotográficos.

 

foto-Haroldo-Palo-Jr-(4)_600x500

Na casa do mico

Se hoje o mico não está mais na lista de animais em extinção, isso se deve ao trabalho da Associação Mico-leão-dourado (AMLD). Você pode visitar a sede do projeto, na região da Reserva Biológica de Poço das Antas, para visitar esses emblemáticos bichinhos em seu habitat natural – nos passeios pela mata, acompanhados por guias especializados, você aprende tudo sobre a espécie.

Como visitar: A sede do projeto fica na região da Reserva Biológica de Poço das Antas, em Silva Jardim, a 1h30 de viagem do Rio de Janeiro, pela BR-101. Agende a visita pelo telefone (22) 2778-2025.

Para esticar as férias: Silva Jardim fica a apenas 70 quilômetros de Arraial do Cabo e 80 de Búzios, superdestinos do litoral norte fluminense.

 

lontra5_600x500

As lontras de Floripa

O Projeto Lontra, no litoral sul da capital catarinense, trabalha há mais de 30 anos pela preservação desse mamífero brincalhão, que tem como habitat os rios de água doce. Na visita, que dura cerca de 45 minutos, você percorre uma trilha sinalizada, na companhia de monitores, e observa animais que estão no centro de reabilitação. O projeto, tocado pelo Instituto Ekkos Brasil, também desenvolve ações com as comunidades do entorno e recebe escolas e universidades de todo o país.

Como visitar: A base do Projeto Lontra fica no Instituto Ekkos Brasil, na Lagoa do Peri, litoral sul de Florianópolis. A sede abre todos os dias das 8h às 10h e das 16h às 18h; aos domingos é preciso agendar pelo telefone (48) 3237-5071.

Para esticar as férias: Floripa tem outros programas incríveis pra curtir com as crianças. Tartarugas-marinhas podem ser observadas na sede do Projeto Tamar, na Barra da Lagoa. Na Praia da Joaquina, o frio na barriga é garantido pra quem desce as dunas em pé ou sentado nas pranchas de sandboard.

Clique aqui para conhecer outros destinos do Guia Garupa do Brasil Autêntico.

Fotos: Onçafari/Divulgação; Marie Stafford; Haroldo Palo Júnior; Projeto Lontra/Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *