Tarauacá, AC

Além da festa na aldeia

Terra Indígena do Rio Gregório

manifestação cultural

A experiência única

Vivenciar os rituais de purificação e cura do Uni, embalado pelos cantos tradicionais dos Yawanawás, e contribuir para preservar a memória e as tradições desse povo indígena no extremo sudoeste amazonense

O destino

Em uma aldeia a mais de 10 horas de viagem de Rio Branco, capital do Acre, os índios yawanawá promovem, desde 2002, um festival com o objetivo de celebrar suas tradições e manter viva a memória desse grupo, às margens do Rio Gregório, um afluente do barrento e sinuoso Juruá. Aberto a convidados(as), o Festival Mariri é o ápice do calendário Yawanawá, e por isso atrai visitantes de todo o mundo.

Mas quem quiser uma vivência mais intimista pode visitar a região fora do período das festas. No roteiro elaborado pela Turismo Consciente, há uma imersão de sete dias na cultura yawanawá, com direito a vivenciar os cantos e rituais tradicionais, entender a pintura corporal feita de urucum e ouvir as histórias de superação e luta das mulheres yawanawás – além de participar dos rituais de purificação e cura com o uni (ayahusca) e o rapé (resultado da mistura de tabaco com cinzas de árvores), em pleno coração da Amazônia.

Está neste guia por que

– Trabalha em parceria com a Associação Sociocultural Yawanawá (ASCY) e ajuda a construir coletivamente um programa estruturado e sustentável de visitação às aldeias.

– Valoriza saberes e fazeres de uma comunidade tradicional.

– Garante geração de renda e autonomia para uma comunidade indígena por meio de uma estratégia com baixo impacto social e ambiental.

Garupa

Tem um projeto de turismo sustentável? Quer tirá-lo do papel?

Envie sua ideia