Várzea Queimada, PI

Chapada do Araripe

  • O destino

    Várzea Queimada, comunidade do município de Jaicós, é um tesouro a ser descoberto no sertão do Piauí, na Chapada do Araripe.

  • Sua riqueza

    Várzea Queimada encanta pelo vigor cultural, pelo cotidiano marcado por saberes tradicionais e por uma intensa vida comunitária. As mulheres trançam palha de carnaúba. Os homens esculpem borracha de pneu de caminhão.

  • Uma oportunidade

    Em 2012, o programa A Gente Transforma, criado pelo designer Marcelo Rosenbaum, escolheu Várzea Queimada para uma imersão na qual a equipe de Marcelo e a comunidade desenvolveram uma coleção de objetos e joias artesanais, num processo de reconquista da identidade cultural do vilarejo.

    A comunidade e seu artesanato foram o tema do São Paulo Fashion Week daquele ano, e também foram expostas no Salão do Móvel de Milão, o mais conceituado evento de design do mundo. As peças já são vendidas em todo o Brasil.

  • O desafio

    Várzea Queimada tem recebido uma demanda de visitantes interessados nessa riqueza estética revelada pelo A Gente Transforma, mas falta um modelo de receptivo turístico de base comunitária.

  • Parceiros

    O A Gente Transforma, criado pelo designer Marcelo Rosenbaum, propõe-se a despertar e organizar potenciais coletivos e individuais, por meio do design, e a catalisá-los em oportunidades: abertura de mercados, geração de renda através do reconhecimento das tradições e empoderamento das comunidades.

    A Fundação Casa Grande – Memorial do Homem Kariri é uma organização de Nova Olinda, no Ceará, na mesma Chapada do Araripe onde está Várzea Queimada. A ONG se dedica à formação de crianças e jovens protagonistas em gestão cultural e mantém a Agência de Turismo Comunitário, cuja experiência no receptivo de visitantes já é consagrada.

  • A expedição

    A Expedição foi formada pelas equipes da Garupa, do A Gente Transforma, da Fundação Casa Grande e mais 18 pessoas de diversas áreas, que ganharam a viagem como recompensa pelo valor doado na campanha.

    A aventura começou em Nova Olinda, no Ceará, com a visita à Fundação Casa Grande, referência em turismo comunitário. Em Várzea Queimada, os dias foram tomados por workshops e consultas ao comércio, aos artesãos e aos moradores, que revelaram suas expectativas e compartilharam sugestões de modelos para o turismo local.

    Os representantes da Fundação Casa Grande estiveram nas residências que receberam visitantes durante a Expedição e discutiram sua experiência na área, já que a hospedagem nas pousadas domiciliares é um ponto alto do turismo em Nova Olinda.

  • Resultado

    A Expedição marcou o início do processo de cocriação de um modelo de turismo de base comunitária para Várzea Queimada.

    O documento Levantamento de Potenciais para um Turismo de Experiência, produzido em conjunto pelas equipes da Garupa e do A Gente Transforma com os moradores, detalha os aspectos envolvidos no movimento de estruturação local. 

    No plano de ação foram discutidas e referendadas questões ligadas à infraestrutura, hospedagem, alimentação, atrativos, comercialização de produtos, precificação e gestão. O acompanhamento do projeto é realizado pelo A Gente Transforma.

Garupa

Tem um projeto de turismo sustentável? Quer tirá-lo do papel?

Envie sua ideia